Trabalhar nos EUA pode ser muito gratificante

O EUA obviamente não é perfeito. Eles têm muitos problemas por lá também. Porém eles se questionam sobre isto o tempo todo e valorizam cada opinião. O respeito aos direitos cidadão e a eficiência da justiça são fundamentais para eles.

São supra-sumo do consumo. É o maior produtor de lixo por habitante do mundo. Todo mundo compra coisas o tempo todo, geralmente coisas que não precisa, não usa ou que viveria muito bem sem. Contaminar-se com esse pensamento poderá contribuir para você voltar para o Brasil — caso este seja seu propósito — sem um centavo, como ocorre com tantos. Procure propor-se a guardar um valor ou um percentual específico do seu salário por mês. Uma boa idéia seria comprometer essa parte em algum tipo de investimento que não permite retirada do mesmo antes de um prazo específico.

O valor do trabalho

A esmagadora maioria dos habitantes é de classe média, portanto tem acesso a uma boa e digna vida. É um padrão de conforto que seria considerado riqueza em todos os países de terceiro mundo.

O trabalho não é só muito valorizado lá mas é o motor que propele tão intensamente aquela nação. Lá você sente que trabalhando com dedicação é possível alcançar qualquer coisa. E isso permite que você faça planos para o futuro sobre bases reais. Não há dúvida que essa capacidade de trabalho é a causa do seu progresso e daquela sensação de estarmos em outro mundo quando chegamos.

É muito comum o patrão como o funcionário mais simples sentarem-se juntos no refeitório, pois todo trabalho é considerado digno e respeitável. Valoriza-se muito a mão-de-obra, habilidade, dom e a educação.

Leis duras

O país é esteticamente muito belo e possui vistas e climas muito variados. Há calor sufocante como há no norte do Brasil e é gélido mais para o Norte. Cada estado possui leis específicas. O respeito ao direito humano e às leis são muito grandes. Como a justiça é muito eficiente e as punições severas há pouca impunidade. Com baixo índice de impunidade é bem maior a sensação de segurança e muito menores os níveis de corrupção e criminalidade. Para estrangeiros isso pode parecer excessivo, mas logo percebe-se que é a maneira que encontraram de chegar à uma sociedade justa com respeito aos direitos e cumprimento irrestrita dos deveres. E é muito eficiente.

Pense bem

Você deve se estimular a encarar tudo com entusiasmo e otimismo, se você quiser viver nos EUA (temporária ou permanentemente). Não seja aquele crítico mal humorado que compara e reclama de tudo, isso contribuirá para uma possível experiência seja amarga.

Uma das coisas mais difíceis para a maioria dos imigrantes é a saudades da família e amigos, portanto procure esforçar-se para ampliar seu círculo social lá e engajar, se possível, em atividades que o coloquem em contato com algum tipo de comunidade. Pode ser através de associações de interesse específico como um hobby, por exemplo. Nos EUA há um sem-número de comunidades em torno de fins bem específicos e você certamente se encaixará em algum deles.

Estudando na Espanha: igualdade social clara e transparente
Em 2003 ganhei uma bolsa da UFPR e morei por 3 meses como estudante em Murcia na Espanha e tive a oportunidade de conhecer cidades como Madrid, Barcelona, Granada, Alicante, Sevilha, Toledo, Granada, Cadiz, Cordoba e Huelva.

A própria Agência Espanhola de Cooperação Internacional (AECI) preparou tudo para minha ida, através de uma agencia de viagens espanhola…

Para conseguir o visto eu cheguei no aeroporto, o agente de imigração me perguntou o que eu iria fazer e eu mostrei a carta de apresentação da UMU (Universidad de Murcia) e ele me deu um visto de 90 dias.

No inicio minha adaptação foi difícil, fuso-horário, clima e horários para almoço e jantar são bem diferentes. Em Murcia por exemplo, eu tomava café da manha as 8 da manha, ia pra Universidade as 9, dai o almoço era servido das 13 as 15hs, e das 15 as 17hs era o período da “siesta”. Todas as lojas fechavam e somente shopping centers ficavam abertos. As ruas ficavam mortas nesse período.

Eu fui para estudar uma extensão do meu curso de Gestão da Informação e o que mais gostei foi a interação com alunos de outros países latino-americanos, alem de praticar meu idioma espanhol. Também a oportunidade de morar em um país de primeiro mundo onde a igualdade social é bem mais clara e transparente.

Eu com certeza indicaria a cidade de Murcia para visitar. Peguei um vôo pela Iberia de São Paulo a Madrid e de lá um vôo para esta pequena cidade no sudeste da Espanha.

Uma peculiaridade interessante do povo é sobre a comida. No almoço eles comem primer plato e segun plato (primeiro e segundo prato) e o interessante e que algumas vezes eu quis misturar os dois e eles nao permitiam, achei muito estranho, mas faz parte da cultura deles. Outra coisa interessante e o café da manha, na maioria dos lugares são servidos churros e chocolate quente, delicioso! O museu do Jamon (presunto) também e algo que recomendo uma visita. Este fica em Madrid.

Poderia viver lá o resto da vida sem problemas. Mas ter cidadania européia seria bem conveniente, pois eles são bem rígidos com relação a ilegalidade. E não só a Espanha como toda Europa privilegia e auxilia os europeus, mas os “estrangeiros” nem sempre são bem-vindos como residentes, mas como turistas, sem problemas.

email

Por: ManoelEm: 21.09.2008 | Em Trabalhar  | Tags: EUA, Trabalho 
Curta no Facebook:

2 responses to “Trabalhar nos EUA pode ser muito gratificante”

  1. Considerei pertinentes as informações sobre migração nos Estados Unidos, e estou me candidatano para o trabalho de baby sitter. Sou pedagoga,e embora com 51 anos encontro-me apta para a função..

  2. “meu sonho é trabalhar nos estados unidos, mas ainda não sou de maior, no caso de uma estudante ir concluir os estudos lá, o modo de vida seria rapidamente apto? bom ainda faltam seis meses para eu concluir o ensino médio completo, eu gostaria de saber quais são as possibilidades de obter emprego e continuar os meus estudos por favor me respondam…
    THANKIO

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *