Trabalhar em Londres

Alberto Vivekananda morou recentemente em Londres por três anos. Neste artigo ele explica como é a vida, o povo, a cultura e a culinária. Também dá umas dicas importantes para quem quer conhecer ou viver lá…

Ele disse que também conheceu também Edimburgo, Escócia e outras cidades dentro da Inglaterra como, por exemplo, Windsor, Oxford, Cambridge, Brighton, Stonehenge e Bath…

Na primeira vez que foi para lá ele entrou como turista, pois tinha se inscrito em um curso de um mês e isso não é tempo suficiente para ganhar visto de estudante. Depois de seis meses como turista ele conseguiu trocar seu status para estudante.

Ele menciona que utilizou os serviços da agência Esquema Internacional, pois um amigo seu trabalha lá e deu para ele todas as informações necessárias e procedimentos para não parecer desavisado e evitar problemas.

O processo para liberação do visto, naquela época era direto no próprio aeroporto na aterrissagem, tanto o de turista como o de estudante. Turista continua igual, mas para Estudantes o processo e feito através da Embaixada Britânica que fica no Rio de Janeiro. Mais informações www.reinounido.org.br

Ele manifestou que “adaptação é sempre um tema muito complicado, pois alem de ser um país de primeiro mundo, com outro idioma, outros hábitos alimentares e outros valores, é sempre difícil uma adaptação no começo, mas com o passar dos anos torna-se trivial”

O Alberto disse: “Estudei em uma escola chamada The English Studio a qual altamente recomendo, especialmente um professor escocês chamado Vince que foi o melhor professor de inglês que eu já tive. E olha que eu tive vários. Tinha uma rotina bem agitada: das 9 da manha ao meio dia, escola de inglês, preparatório para o IELTS (International English Language Testing System), das 12h30 as 16h30 trabalhei de sandwich maker e das 17h as 2h da manhã como glass collector num bar/restaurante no Soho. Isso durou alguns meses até eu ser promovido como Garçom e Barman neste Bar/Restaurante no Centro de Londres e finalmente como Gerente, o que me abriu muitas portas.”

Ele continua, “Um fato bem interessante foi descobrir que para ser gerente de um Bar você precisa fazer um curso de uma semana e um teste (não tão fácil) para tirar uma licença que te habilita desenvolver as atividades de vendas de produtos alcoólicos. Felizmente eu consegui passar e fui habilitado a desenvolver essas atividades pelo período de 10 anos, pois esse e o tempo de cada licença”

Também disse: “Com certeza indico Londres para qualquer um que goste de novos desafios e não tenha medo de choques culturais. O Reino Unido é uma grande escola para qualquer um, pois lá você aprende a “se virar sozinho”, pois é muito difícil conseguir aquela mãozinha que estamos acostumados aqui no Brasil. O Governo é serio e severo para aqueles que não andam na linha e a polícia esta sempre muito atenta para com os baderneiros.”

O Alberto também acrescentou, “A polidez e educação britânica foi algo que nunca vou esquecer e com certeza me tornei adepto disso. Os ingleses não são imperativos como os latinos para solicitar um serviço ou produto, por exemplo, na padaria ao invés de pedir: `Me dá 10 pãezinhos´, os ingleses dizem: `Posso eu ter 10 pãezinhos, por favor?´. Toda vez que um inglês esbarra em alguém, independente de quem é a culpa, sempre fala um claro e pacífico `sorry´. Eles também respeitam muito as filas e não deixam ninguém tirar onda com a cara deles, sem serem violentos, mas muito objetivos e sempre polidos”

“Com certeza viveria em Londres para o resto de minha vida, se não pudesse mais ficar no Brasil, o único problema e o clima, dois meses de verão e 10 de inverno, tem que ter muita força de vontade para enfrentá-lo”

“Algumas comidas típicas inglesas: “Fish ‘n Chips”, um belo e enorme pedaço de bacalhau ou cação com batatas fritas. Muito comum entre os adolescentes. O tradicional “English Breakfast” composto de lingüiça, ovos mexidos ou fritos, bacon, tomates fritos, champignon e baked beans (uma espécie de feijão branco com um molho de tomate doce). Como tem muitos indianos, a comida indiana se tornou muito popular no Reino Unido, como a chinesa e tailandesa também”, finalizou ele.

Muito obrigado Alberto pela sua boa disposição e por estas informações que certamente irão colaborar para futuros imigrantes e viajantes a tomarem decisões mais conscientes.

email

Por: ManoelEm: 21.09.2008 | Em Trabalhar  | Tags: Inglaterra, Londres, Trabalho 
Curta no Facebook:

3 responses to “Trabalhar em Londres”

  1. gostaria de trabalhar em inglatera sei falar um pouco ingles e estou desposto e pronto a sair a qualquer mumento

  2. estou de malas arrumadas para ir trabalhar em londre, e gostaria de ter uma companhia que fosse em abril que entre em comtato comigo. para a mesma finalidade trabalhar alugar quarto etc…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *