Guatemala: Uma viagem que produz uma grande reflexão

Praça central em TikalEstive na Guatemala, e visitei ao sul, uma linda praia, Monterico, e ao norte Tikal, onde a civilização Maya teve seu início em 735 a.C., é uma grande aula. Patrimônio mundial pela UNESCO. A Nasa fotografou 240.000 edificações Mayas e 14.000 já foram escavadas e estão sendo trabalhadas.

Lá é possível oberservar, culturas, buscas, construções, surgimento, ascenção e desaparecimento, enfim a transitoriedade humana. O elo entre a realidade passada e o turismo futuro, a estrutura contínua da humanidade.

Chegando em Flôres a capital do estado ao norte do país, chega-se a um lugar bastante bucólico, lindo, exótico, um povo muito gentil, simples, muito amigáveis.

Não leve cartão de crédito, pelo menos até este ano (2007), quase não há estrutura para saques em dinheiro, tem que ir preparado com a moeda mesmo. Procure um hotel mais para o centro de Flôres do que para Tikal propriamente, pois se for ficar mais que um dia, não tem nada para fazer. Em Flôres pelo menos tem o centro um pouco maior, com internet, ainda que precária. A energia elétrica normalmente cai por umas 3 vezes ao dia. Alguns hotéis no centro antigo da ilha de Flôres são uma opção bem mais barata. Mas alguns, bem poucos, um pouco mais caros, tem piscina, ar condicionado e um bom restaurante.

É uma viagem que pode produzir uma grande e profunda reflexão. Todos que puderem ir até lá, poderão perceber estas qualidades.

Quanto à capital, Guatemala City, é um lugar extremamente atraente, com oportunidades impressionantes para uma vida de primeira qualidade, oferecendo hoteis, restaurantes, vias, taxis de excelente qualidade. Povo muito amável e que amam o Brasil imensamente. Foi um imenso prazer ter estado por lá. Obrigado.

Heber

email

Por: ManoelEm: 21.09.2008 | Em Outros  | Tags: Guatemala, Turismo 
Curta no Facebook:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *