Primeiro de tudo: existe quem ama aeroporto? A ideia de uma viagem, que começa em um avião, é sempre muito bem-vinda, mas na maioria dos casos, nós temos razões para odiar as demoras, burocracias e atrasos dos aeroportos.


Por mais estranho e subjetivo que isso possa parecer, pelo menos os seguintes aeroportos inspiraram um pouco de afeto por suas várias incríveis características. Confira:

10 – Auckland Airport, Auckland, Nova Zelândia

Um primeiro lugar no prêmio “Skytrax World Airport Award” para a região Austrália/Pacífico é razão para comemorar quando não há muita concorrência por lá?

A resposta é sim. Tal como o seu time de rugby, a capacidade misteriosa da Nova Zelândia de superar lugares muito maiores se aplica também a sua aviação.

A última renovação de Auckland deu vida nova ao seu terminal internacional, que oferece um sistema de bordo rápido e uma premiada reforma de imóveis comerciais, que inclui várias opções de refeições e uma nova lista de varejistas, incluindo lojas da Apple e MAC.

Depois, há o fator amigável. Em um aeroporto que suporta mais de 20 operadoras internacionais, os clientes, quando perguntam ao pessoal do aeroporto por direções, são inclusive levados ao local em questão, com observou um passageiro.

9 – Montevideo Carrasco, Montevidéu, Uruguai

Encontrar contentamento em praticamente qualquer aeroporto nas Américas geralmente depende principalmente do livro e/ou bebida que você tem na mão. Uma das poucas exceções a esta regra está no Uruguai, que acumula o tipo de entusiasmo que passageiros de outros aeroportos americanos não tem.

“Este aeroporto é incrivelmente belo e eficiente”, escreve um passageiro no site airlinequality.com. “Arquitetura atraente, muito espaçoso, limpo, luminoso. Bom check-in, segurança e controle de imigração”, diz outro. “Experimente o pequeno café perto do Portão 8, com um terraço ao ar livre!”.

Pessoas passando por Montevidéu acham o aeroporto elegante, graças a reforma de milhões de dólares que foi concluída dois anos atrás. As comodidades incluem um restaurante de serviço completo e terceiro andar com um mirante com vistas ensolaradas que, felizmente, não atingem Garulhos nem mesmo em um dia muito claro.

8 – Victoria International, Victoria, Canadá

Esse pequeno aeroporto do Canadá ganhou seu lugar nessa lista por uma reputação de eficiência, facilidade e cordialidade, juntamente com algumas peculiaridades que nenhum outro aeroporto do mundo jamais se preocupou em pensar.

Como, por exemplo, hospedar exibições especiais ou revelar uma ciclovia de 2,5 quilômetros em torno do perímetro.

Aninhado em uma península cênica na Ilha de Vancouver cerca de 20 minutos do centro de Victoria, e um passeio de ferry do continente British Columbia, Victoria “Internacional” (o apelido deriva de conexões para Seattle e São Francisco) lida com bem mais de um milhão de passageiros domésticos e dos EUA anualmente, o que é muito para um terminal com nove portões, três carrosséis de bagagem e um átrio acolhedor.

7 – Zurich Airport, Zurique, Suíça

Ok, talvez nem todo mundo ame o maior aeroporto da Suíça quando ficam espremidos no trecho do portão ao terminal, são interrogados por um agente de segurança ou pagam uma fortuna por um sanduíche insignificante.

Mas é um passeio de trem rápido, a segurança está apenas fazendo seu trabalho e você poderia comer o seu almoço em outro lugar.

Zurique continua a oferecer o tipo de experiência impecável e bem administrada que os passageiros percebem que amam quando passam muito mais dificuldade em outro aeroporto.

Projetos de expansão recentes, renovações e multidões crescentes podem ter dificultado a eficiência do aeroporto, mas os projetos aqui – como novos terminais, plataformas de observação, uma área infantil – chegam realmente a ser feitos.

Do aeroporto, há poucos melhores sistemas de trem ligando os passageiros para o resto da Europa. E ele é decorado com o maior número de prêmios sugeridos por consumidores, como o primeiro lugar no World Travel Awards desse ano, primeiro lugar da Europa e segundo do mundo no Business Traveller Awards do ano passado e terceiro lugar na Europa no 2010 Consumer Awards.

6 – Tampa International, Tampa, Estados Unidos

Aeroportos americanos de médio porte tendem a ser melhores que os grandes, como o de Los Angeles ou Miami. Lugares como Portland, Oregon, Milwaukee, Wisconsin, Hartford, Connecticut e Detroit podem ganhar alguma apreciação do público, assim como os aeroportos de Honolulu e Maui (que apesar do alto percentual de viajantes, só por ser um aeroporto havaiano já tem uma vantagem injusta).

Mas Tampa bate todos os outros candidatos: frequente vencedor do prêmio universal Global Airport Efficiency Award, e segundo melhor aeroporto do mundo, esse “pequeno” aeroporto tem sempre em mente a satisfação do cliente.

Viajantes que passam por Tampa adoram a sua eficiência, projeto elétrico que liga seus portões distantes e pessoal amigável (diferente dos mal-humorados de Orlando), bem como lojas de bom gosto, boutiques e restaurantes interessantes. A única desvantagem é que nenhuma grande companhia aérea optou por fazer deste lugar o seu ponto central.

5 – Ushuaia-Malvinas Argentinas International, Tierra del Fuego, Argentina

O mundo é pontilhado com terminais aéreos no meio do nada, seduzindo passageiros com sua paisagem natural selvagem de arrepiar os cabelos e 50 metros de pistas e equipes de bagagem com adolescentes espinhentos.

Mas o moderno aeroporto de estilo chalé situado nos arredores de Ushaia, entre as montanhas Marcial e o Canal de Beagle, no aeroporto internacional mais ao sul do mundo na cidade mais austral do mundo é uma inspiração para o futuro.

O interior de madeira com vigas amplas faz você se sentir em um balcão de aluguel de botas de esqui, mas não há um. O salão, entretanto, é bastante agradável, tem bar, Wi-Fi e lojas “duty free” respeitáveis. Nada mau para um posto que serve principalmente como porta de entrada para a Patagônia, a Antártida e as Ilhas Malvinas. E sua chegada é tão dramática quanto pode: conforme desce o avião, você tem uma vista dos Andes antes de rolar para um arquipélago acidentado na ponta habitável do planeta.

4 – Munich Airport, Munique, Alemanha

Agora que a segunda base da Lufthansa (depois da maior, mais ocupada, muito menos amada Frankfurt) tem crescido rapidamente para se tornar um grande aeroporto internacional, poderia facilmente sucumbir ao estresse de outros pontos centrais europeus – como Amsterdã e Copenhagen. Mas até agora, tudo bem.

O aeroporto de Munique reformado está mais jovem, mais fresco e melhor organizado do que outros do planeta. Base para Lufthansa e membros da Star Alliance, é organizado em torno de uma praça central brilhante.

Com um shopping arejado e uma área de recreação, o Munich Airport Centre é facilmente acessível a todos os passageiros. A “hospitalidade bávara” significa que este é um dos poucos aeroportos em ambos os lados do Atlântico onde um passageiro pode desfrutar de chá e café gratuito, ou sentar-se para esperar um voo atrasado tomando uma cerveja digna de uma cidade universitária.

3 – Seoul Incheon, em Seul, Coréia do Sul

O jovem aeroporto da Coréia do Sul continua a surpreender os passageiros com seus salões luminosos e arejados, o seu terminal de trem futurista, seus jardins incríveis e sua variedade impressionante de comodidades que incluem camarotes privados, chuveiros, instalações 24 horas de spa, salões de internet, campo de golfe e uma pista de patinação no gelo.

Isso tudo porque a maioria das pessoas não quer ficar dentro do aeroporto, e sim usá-lo para chegar em algum outro lugar o mais rápido e indolor possível.

Coroado como o melhor aeroporto do mundo no relatório anual de pesquisa baseada em clientes Airport Service Quality Awards, o ICN é um dos únicos três do mundo com uma completa avaliação de cinco estrelas Skytrax – juntamente com os próximos dois aeroportos desta lista.

Porque Seul é o número três? Traga o Cirque du Soleil aqui e veremos como fica no próximo ano. Nesse meio tempo, confira os tradicionais espetáculos de música coreana ou shows acrobáticos no palco aberto do primeiro andar. E não se esqueça de passar pelo Museu da Cultura da Coreia.

“Foi bom ver várias experiências culturais colocadas ao redor do terminal”, escreveu um passageiro no airlinequality.com. “Quantos de nós não passam por um aeroporto e não aprendem nada do país em que estão?”.

2 – Singapore Changi, Singapura

Existe melhor elogio para um aeroporto do que os viajantes rotineiramente se programarem para ficar mais tempo nele apenas para se divertir e aliviar o estresse?

Esse aeroporto impecável, organizado e abastecido com conveniências recebe prêmios todo ano. É cheio de locais com piscinas, banheiras de hidromassagem e mesas de massagem, salas de oração e bares, zonas de jogo LAN e cinemas, lagos de carpas e jardins de borboletas.

Os interiores maciços de Changi podem exigir algumas caminhadas – nas esteiras rolantes ou trens de transporte – entre portões distantes ou entre os terminais, mas nada comparado a dor de cabeça de outros aeroportos.

Acima de tudo, é o fator conforto que é mais apreciado pelos passageiros que gravitam entre salões de relaxamento ou, em caso de emergência, cadeiras reclináveis com descanso e TVs tela plana espalhadas pelo chão do terminal.

Com base em seus quatro critérios – conforto, conveniência, limpeza e serviço ao cliente – “Dormir em Aeroportos” concedeu ao aeroporto seu prêmio Golden Pillow Award por 15 anos consecutivos.

1 – Hong Kong International, Hong Kong

Hong Kong International está listado como um dos grandes projetos do século 20. Ele faz parte do clube dos 50 milhões de passageiros anuais (compartilhado com apenas 10 outros aeroportos) e é o aeroporto de carga mais movimentado na Terra.

Este tipo de pressão pode afundar uma instalação menos inspirada ou preparada, mas não Hong Kong, que tem um plano de reforma para 2030 com obras sendo feitas através das próximas décadas.

E o aeroporto continua excelente funcionalmente e um local cinco estrelas. E não apenas para as transportadoras de carga, mas para os passageiros dos mais de 900 voos diários do aeroporto, que tem a oportunidades de jogar golfe, relaxar, comer em excelentes restaurantes, ir ao cinema 4D, usar Wi-Fi ou simplesmente desejar que o “Skytrax World Airport of the Year” possa ser replicado em Londres, Paris, Nova York, ou qualquer outro lugar fora da Ásia.

Considerado um dos aeroportos mais acessíveis em operação hoje, o aeroporto tem um serviço de trem expresso de/para o centro da cidade que oferece check-in remoto e reinventou o quão simples deve ser para chegar ou sair de um aeroporto no futuro. Isso é, se você quiser sair dele.[CNNGo]

email